Caso Santini vira “Samba do Crioulo Doido” do governo Bolsonaro
   30 de janeiro de 2020   │     16:27  │  19

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro postou nas redes sociais avisando que vai demitir o Vicente Santini novamente.

Santini, em menos de 24 horas, foi exonerado do cargo de secretário-executivo do Gabinete Civil, isso na manhã da quarta-feira, 29, e nomeado à tarde para outro cargo aparentemente menor – apenas 380 reais a menos nos vencimentos -,  mas, a repercussão negativa encurralou o presidente.

Recordando, Santini pegou um avião da Força Aérea Brasileira e foi passear na Suíça, a pretexto de participar da reunião do Fórum Mundial, e depois foi à Índia se encontrar com Bolsonaro – que o recebeu efusivamente e até postaram fotos juntos.

Mas, o rolé de Santini pegou mal. O custo da viagem ficou em R$ 250 mil por dia, apenas com o avião da FAB – abastecimento, aterrissagens e decolagens -, e mais a diária da tripulação composta de cinco militares.

Isso, sem falar na comitiva que Santini levou com ele. No final, a viagem do simples assessor custou mais de R$ 1 milhão, dinheiro público, pago com o cartão corporativo. Pressionado e a contra gosto, o presidente demitiu Santini, o readmitiu ato continuo, mas agora parece que não tem jeito de segurá-lo.

Santini é amigo do senador Flávio Bolsonaro, que o indicou para o cargo, mas a repercussão negativa dentro e fora do governo, está pesando e o presidente, na tentativa de acalmar os ânimos, anunciou que vai demiti-lo novamente.

Ocorre que a pressão em favor de Santini começa na própria casa do presidente e o caso tem tudo para virar o “Samba do Crioulo Doido” do governo que vinha para mudar.

COMENTÁRIOS 19

Brasil está mudando, que o diga o Santini de volta ao governo
   29 de janeiro de 2020   │     23:36  │  16

Brasília – O ministro do Gabinete Civil, Onix Lorenzoni, está de férias e o secretário-adjunto Vicente Santini, passou a responder pela Pasta.

Até aí, tudo bem porque o Gabinete Civil não poderia ficar acéfalo e Santini se incumbiria de manter a burocracia interna funcionando. Mas, Santini pegou um avião da Força Aérea Brasileira, chamou alguns assessores e amigos e se pirulitou para a Suíça e em seguida para a Índia, onde se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro.

Foi uma festa…

Mas, o que Santini foi fazer com um avião da FAB na Suíça e depois na Índia?

Foi fazer aquilo que o peixe faz na água: nada. Nadica de nada.

O presidente não gostou – dizem que não -, e demitiu Santini na manhã desta quarta-feira, 29. Na tarde da mesma quarta-feira, 29, mandou publicar a edição extra do Diário Oficial da União, que saiu à noite, trazendo a nomeação novamente de Santini, agora para o cargo de Assessor-Especial da Secretaria Especial de Relacionamento Externo da Casa Civil, nível DAS 102.6 com vencimento mensal de R$ 16 mil 944 e 90 centavos.

Mas, Santini foi punido, ora se foi. Foi sim. Ele perdeu a “bagatela” de 382 reais no salário entre o primeiro cargo do qual foi exonerado, onde recebia R$ 17 mil 327 e 65 centavos, e esse para o qual foi nomeado no mesmo dia da exoneração.

Punição exemplar, pois, pois, porque o Brasil está mudando. Que o diga o Santini

COMENTÁRIOS 16

Regina Duarte troca 50 por 40 e aceita ser “ministra”
     │     19:27  │  7

Brasília – A atriz Regina Duarte suspendeu o contrato com a Rede Globo e aceitou o convite para ser secretária de Cultura do governo Bolsonaro, com status de ministra, para garantir o salário de R$ 40 mil.

Mesmo assim, ela vai perder R$ 10 mil mensais, podendo a perda chegar a R$ 60 mil mensais, porque no contrato com a Globo rezava que, fora da tela, ela manteria o contrato de R$ 50 mil e caso fosse convocada para trabalhar receberia R$ 100 mil mensais.

Regina Duarte também recebe a pensão de R$ 7 mil por ser filha solteira de militar, embora de fato seja casada e mães de três filhos.

Não! Não é coisa de novela; é coisa da realidade mesmo da vida real brasileira, que permite tergiversar perante a lei – que nunca foi para todos.

Isso, se o presidente Jair Bolsonaro não decidir – como parece que vai decidir -, recriar o Ministério da Cultura e aí oficializá-la como ministra para massagear-lhe o ego.

Afinal, secretária soa muito inferior a ministra e Regina já trocou 50 por 40.

Tem ainda outra vantagem que compensa essa escolha com perda salarial, que é a pendência que Regina Duarte teria na própria Secretaria de Cultura com a Lei Rouanet, algo em torno de R$ 319 mil, que, se de fato existe, ela pode agora resolver com o poder de decidir sobre ela mesma.

COMENTÁRIOS 7

Depois de Jesus trepado na goiabeira, vem agora o Criacionismo
     │     1:27  │  17

Brasília – Seria cômico se não fosse trágico. Em pleno século 21, depois de todos os avanços tecnológicos, quando a Medicina transplanta órgão e prolonga a vida humana e a Genética clona células e cria embriões em laboratórios, eis que aparece alguém pretendendo impor a obsoleta, improvável e burra tese do Criacionismo.

A fonte da Tese do Criacionismo é única: é  improvável, absurda e burra. Baseia-se única e exclusivamente na Bíblia, sem nenhum respaldo científico, querendo nivelar a inteligência por baixo para que todos creiam na estória de Adão e Eva ou de Noé, ignorando as fragilidades das narrativas que se sobressaem ato continuo.

O mais grave é que o defensor dessa tese absurda, arcaica e fictícia é o novo diretor da CAPES, Benedito Guimarães Augusto Neto, ex-reitor quase perpetuo da particular Universidade Presbiteriana Mackenze. Como não poderia deixar de ser, o diretor da CAPES virou motivo de chacota internacional, com profunda repercussão negativa para o governo brasileiro lá fora.

A CAPES é responsável pelo mestrado e doutorado no país e imagine o que pode advir daqui para frente, com os novos mestres e doutores. Quem sabe alguns deles poderão dizer o tamanho exato da arca de Noé e, principalmente, como Noé, a mulher e três filhos conviveram 144 dias de dilúvio com onça, leão, elefante, tigre, hipopótamo, dromedário, jacaré, hienas, leopardos, boi, vaca, cavalo, cabra, bode, ovelha, carneiro, porco…e demais animais?

Como conseguiu alimentar toda essa bicharada?

E pior: como, por exemplo, o cupim se comportou numa arca de madeira – claro, na época não se conhecia o ferro -, por 144 noites e dias de dilúvio, com tanta chuva, mas tanta chuva, que quando a calmaria aconteceu Noé não acreditou e soltou uma pomba para ver se voltava trazendo vestígios de terra firme.

Seria cômico se não fosse trágico.

Parece mesmo que o Brasil retrocedeu à Era das Trevas, com tantos absurdos se reproduzindo impunemente. Depois da ministra Damares Alves, que jura ter visto Jesus trepado no pé da goiabeira, parece que não está faltando acontecer mais nada de pior.

Triste Brasil. Oh! Quão dessemelhante…

 

COMENTÁRIOS 17

Lula concordando com Bolsonaro? Como assim?
   27 de janeiro de 2020   │     23:34  │  9

Brasília – Quando o presidente Jair Bolsonaro desembarcar da sua viagem de volta da Índia, vai receber – se é que já não recebeu -, a notícia de que o ex-presidente Lula concordou com ele ( Boçlsonaro ), na entrevista dada ao portal UOL.

Foi quando o líder petista foi perguntado sobre como recebia a cobertura da imprensa e se concordava com as criticas de Bolsonaro à imprensa e alguns jornalistas. Lula respondeu:

-“Acho que tem crítica que ele ( Bolsonaro ) faz que é correta. Dê a ele o mesmo direito que dá aos outros, direito de falar, abra para ele falar. Na greve dos jornalistas de 1979, os donos de jornais descobriram que não precisavam tanto de jornalistas, que poderiam fazer jornalismo sem precisar do jornalista. Agora, o Bolsonaro está provando que é possível fazer notícia sem precisar dos jornais, da televisão. Ele faz por ele mesmo. Aliás, o Trump já fez escola…”

E prosseguiu, o líder petista:

-“Neste país, muitos dos jornais, das revistas e alguns canais de televisão são tratados com a cabeça de propriedade privada e não com a cabeça de uma instituição que tem como objetivo informar. Informe corretamente e deixe o povo fazer julgamento! Eu tinha queixa, sim. Nós saímos de oito anos de pensamento único favorável ao governo Fernando Henrique Cardoso e passamos por um momento de oito anos de pensamento único contra o Lula.”…

O ex-presidente Lula, até com razão, deve estar ressentido porque de fato foi vítima de uma trama política-jurídica e condenado sem que se apresentasse as provas dos crimes que lhe atribuíram. Não há e jamais haverá provas de que o Triplex do Guarujá pertencia ao ex-presidente e, tanto é assim, que foi leiloado pela justiça para pagar dívida da OAS Construtura com fornecedores.

Também não há provas de que o sitio de Atibaia pertencia ou pertenceu algum dia ao Lula, com o detalhe intrigante, mas que entrou para o folclore da Lei Processual Penal, que foi quando a juíza que substituiu Sérgio Moro nos processos da Operação Lava Jato, perdida nas suas argumentações, chegou ao cumula de perguntar ao ex-presidente como ele negava ser o dono do sitio, se dormia sempre no melhor quarto, na suíte, e suas roupas estavam lá ?

A resposta do Lula para a juíza foi pedagógica: “Do mesmo jeito que eu dormia na suite do palácio da rainha da Inglaterra.”

Entende-se perfeitamente toda a ira do Lula contra a imprensa, assim como se entende a ira do presidente Bolsonaro. Ambos estão equivocados em relação a imprensa e não apenas quando se açodam no julgamento e na sentença que dão, mas quando acham que poderão derrotá-la ou que não precisarão dela, ou ainda,quando imaginam que vão se livrar da imprensa e que poderão desafiá-la.

A imprensa não se destrói; a imprensa se renova, com a vantagem da velocidade tecnológica, porque o que antes demorava a chegar às residências, seja pelo sinal demorado da captadora de sinal televisivo e radiofônico ou pelas rotativas obsoletas, hoje eclodem no simples acionar de um botão ou no simples deslizar do indicador numa tela de celular.

Ou seja, é besteira pelejar contra a imprensa senhores.

COMENTÁRIOS 9